Bem-vindo, 2018!

Lista de propósitos

Ano novo, vida nova, propósitos novos

Bem, talvez não seja literalmente uma vida nova, já que algumas coisas continuam iguais ao ano anterior. Mas certamente iniciamos o ano com a sensação de que podemos (e devemos) fazer muita coisa diferente. Deixar velhos hábitos de lado e adquirir novos; colocar em prática aquela ideia que está guardada na gaveta; dar início àquele empreendimento que está esperando o “momento certo”; … É uma lista de propósitos que colocamos no papel, real ou virtual. Mas por que nem sempre conseguimos atender essa lista toda? Por que chegamos ao final do ano deixando ela de lado? O que fazer para ter mais determinação para cumprir com esses propósitos?

É provável que você já tenha chegado ao final de algum ano com essas indagações. Começamos o ano empolgados e com as energias renovadas, mas que vão se perdendo com o passar das semanas e meses. Aquele propósito da listinha, que antes tinha alta prioridade, vai sendo deixado de lado até ser postergado para a listinha do ano seguinte.

Bem, nós não temos a pretensão de trazer a “solução” para esse problema aqui. Mas sim, oferecer uma reflexão que possa ajudar na sua jornada ao longo do ano. Afinal, uma das melhores sensações é quando conseguimos cumprir com aquele objetivo estabelecido, depois de intenso esforço e dedicação.

“O seu foco determina sua realidade.”

Estava assistindo ao filme Star Wars: Episódio I – A Ameaça Fantasma, quando me deparei com essa frase acima, dita pelo personagem Qui-Gon Jinn para o seu pupilo Anakin Skywalker. Fiquei então refletindo sobre ela. Qual é o meu foco para 2018? E a minha realidade? O que é ter foco?

Comecei a perceber que foco é justamente o que fazemos todos os dias. Ter foco é saber aonde estamos concentrando nossos esforços. Gostando ou não, tendo consciência ou não, o que fazemos em cada momento do nosso dia é o nosso foco. E isso acontece não só na profissão, mas também em outros campos: família, amizade, relacionamento, individualidade, etc. Por consequência, esse foco no que fazemos é o que determina quem nós somos. Parece uma lógica simples: o que nós fazemos determina a nossa realidade. Mas quando aprofundamos nesse aspecto, damos de cara com pontos que costumamos ignorar. Muitos dos nossos propósitos deixam de fazer parte da nossa realidade justamente porque não damos o devido foco a eles. No meio de tantas tarefas e responsabilidades, esses propósitos ficam desfocados, por assim dizer. Eles vão ficando cada vez mais irreais e distantes. E, com isso, vem a sensação de que nunca iremos cumprir com o que nos propusemos.

Uma das chaves então é trazer constantemente esse propósito para o foco. Recordar constantemente do que nos propusemos e colocar em prática, na medida do possível. Com constância e persistência, vamos aos poucos alcançando esses objetivos. Do pouco se vai ao muito. Ninguém emagrece 10kg da noite para o dia (ou pelo menos não de forma natural e saudável). Ninguém consegue uma promoção no emprego em uma semana. Ninguém consegue deixar de ser irritadiço em apenas um dia. Ninguém abre uma empresa e fica rico “do nada”. Tudo exige perseverança e constância. Os esforços que aplicamos em qualquer atividade vão gradativamente trazendo retorno ao longo do tempo. Quando falo de recordar constantemente dos nossos propósitos é, de fato, ter eles presentes a todo momento. É parar para pensar “Isso que estou fazendo agora, vai ajudar direta ou indiretamente algum propósito? Vai cumprir com algum objetivo?”.

Naturalmente que há muito mais chaves e formas para se alcançar os objetivos. Mas recordar da lista de propósitos é um dos primeiros passos para conseguir cumpri-la. Mais do que isso, ir em busca do propósito com a alma e o coração. Como afirmou Joe Plumeri, vice-presidente do conselho de diretores da First Data:

“Você pode procurar uma resposta no Google. Você pode procurar um relacionamento, ou uma carreira, no Google. Mas você nunca vai encontrar o que está em seu coração em uma busca online.”

Você deve ter notado que esse nosso artigo não teve nada de registro de marca, patentear alguma invenção ou qualquer outro tipo de proteção de propriedade intelectual ou industrial. Como disse mais acima, o propósito aqui foi de trazer reflexões para você começar ou dar continuidade a algum projeto que tenha estabelecido para si em 2018. Todo ano que se inicia é uma nova oportunidade de levar adiante esses projetos, assim como todo dia é uma nova oportunidade de colocar em prática eles.

Nós da Soares nos colocamos à disposição para auxiliar em algum propósito seu de 2018 que envolva a proteção de direitos intelectuais e industriais. Quer abrir uma empresa e registrar uma marca; está com alguma invenção e precisa proteger a patente; ou necessita de alguma proteção de bem intelectual? Entre em contato conosco ou preencha o formulário para a pesquisa de viabilidade de marca. Também adoraremos saber o que você tem feito e pretende fazer na realização dos seus propósitos. Conta pra gente qual tem sido o seu “foco”!

Anelamos que você tenha um feliz 2018 e que chegue ao final do ano com sua lista tendo vários propósitos cumpridos. 😉

Pesquisa de Viabilidade de Marca